Quando chega o calor temos de começar a ter mais cuidados com os nossos animais de estimação, pois chegam também outros problemas a ele associados…

Infestações por parasitas externos, choques de calor, queimaduras solares, desidratação…  e é necessário tomar as precauções correctas para salvaguardar a saúde dos nossos “bichinhos”.

Quais os problemas do calor para os nossos animais de estimação

Vem aí o calor, que cuidados ter com os animais de estimação

Insolação

Uma insolação é bastante comum de acontecer, principalmente em cães de focinho curto, como os pug ou buldogue. No entanto, pode acontecer em cães de qualquer raça se não forem tomadas determinadas providências.

Os cães não conseguem transpirar como as pessoas, sendo que o seu mecanismo mais eficiente de arrefecimento corporal é através da respiração e através da evaporação da humidade.

Caso a temperatura corporal sofra um grande aumento não conseguem dissipar todo o calor através da respiração e a temperatura corporal começa a subir para além do normal.

Os golpes de calor ocorrem se os animais estiverem expostos a altas temperaturas. O primeiro passo para evitar que esta situação aconteça, é evitar expô-los ao calor em qualquer situação, e, sobretudo, nunca deixem o vosso animal no carro em dias de calor.

Em dias de muito calor mantenha os seus animais em locais frescos e se possível arejados.

No verão, também a ventoinha ou o ar-condicionado são indispensáveis para os nossos animais.

Os sinais de golpe de calor que podem identificar no vosso cão ou gato são os seguintes:

  • Respiração acelerada, difícil, ruidosa e ofegante;
  • Ritmo cardíaco acelerado;
  • Fraqueza;
  • Prostração;
  • Temperatura corporal acima dos 39,5ºC;
  • Coma;
  • Morte.

O golpe de calor é tratado como uma emergência médica, portanto se suspeitarem que o vosso animal está a ter um golpe de calor deve levá-lo de imediato ao médico veterinário.

Parasitas externos

Pulgas, carraças e mosquitos podem aparecer durante todo o ano, no entanto nos meses de maior calor aparecem com maior incidência e são responsáveis por infestações no ambiente e nos animais.

É um problema grave pois estes parasitas podem ser portadores de doenças graves, que podem ser transmissíveis aos humanos, principalmente os mosquitos e as carraças.

É, super importante fazerem a prevenção de forma correta contra estes parasitas, de forma a salvaguardar os vossos animais e a vossa família.

Existem no mercado inúmeros produtos desparasitantes com efeito repelente, a melhor pessoa para vos indicar qual o melhor para os vossos animais de estimação é o médico veterinário.

Ele também vos deve informar das datas corretas para essa mesma aplicação, para que estejam sempre protegidos.

Desidratação

Ter água à disposição o dia inteiro é imprescindível para manter o vosso animal saudável durante o tempo mais quente.

Devem mudar a água regularmente para a manter fresca, e podem ainda experimentar colocar uns cubos de gelo na água para ajudar o cão ou o gato a refrescarem-se.

Caso o animal não tenha água à disposição em dias de muito calor, poderá ficar desidratado.

Vem aí o calor, que cuidados ter com os animais de estimação

Queimaduras solares

Tal como as pessoas, os animais se expostos ao sol sem proteção podem ganhar queimaduras solares.

A melhor forma de prevenirem as queimaduras pelo sol é evitar a exposição do animal ao sol, protegendo-os nas sombras.

Caso não consigam garantir que o animal irá ficar sempre protegido, deverão colocar protetor solar, especialmente animais com pelagem branca, visto terem tendência para ganhar queimaduras e até desenvolver tumores.

Passeios só bem cedo ou ao final do dia

Deixem os passeios longos para as horas mais frescas, como de manhã ou final de tarde, e até mesmo à noite.

Passear com o vosso cão durante o dia poderá provocar-lhe uma insolação e queimaduras solares.

Alimentação sempre em local fresco

Com o calor os animais tendem a comer menos.

É extremamente importante estarem atentos e se necessário adequar a sua alimentação para que o animal não fique desnutrido.

Colocar cubos de gelo na comida ou congelar o seu alimento habitual para servir de delicioso snack gelado também podem ser uma das ideias para incentivarem o seu melhor amigo a alimentar-se com o calor.

Não se esqueçam que o calor estraga a comida e pode gerar problemas gastro-intestinais.