Andamos o ano todo a pensar nas nossas Férias de verão.

Para onde ir, o que fazer, quem levar… Para que sejam agradáveis e nos reponham as energias perdidas neste ano de trabalho.

Mas o mais importante, a meu ver, é que se tornem inesquecíveis, que nos marquem, que deixem na nossa memória momentos… Cheiros… Sensações fortes que as tornem especiais.

 

Como tornar as Férias inesquecíveis 

Planear as férias é tão bom e faz tão bem como viajar – grande parte do prazer das férias acontece quando ainda as estamos a planear. Quando pensamos no divertimento que vamos ter sentimos quase o mesmo prazer de estarmos naquele lugar, mas o pensamento pode durar mais do que a experiência em si – então prolonguem o período de planeamento para poderem ter esse prazer por vários meses.

 Distribuam-nas durante o ano – o nosso cérebro tende a voltar aos níveis de satisfação anteriores às férias com muita rapidez, por isso, em vez de passarem um mês inteiro a viajar, optem por fazer várias viagens de até oito dias distribuídas ao longo do ano.

– Façam coisas novas – o cérebro, quando é exposto a situações e experiências inéditas, precisa de mais tempo para absorvê-las. Por isso, o tempo parece demorar mais para passar na infância do que na idade adulta, quando somos expostos a coisas mais corriqueiras. Deixem espaço para o inesperado nas vossas férias e elas irão passar mais devagar.

– Foquem-se nas atividades prazerosas – preencham os vossos dias com momentos prazerosos. As pessoas mais felizes durante as férias são as que se cercam de amigos, praticam exercícios, fazem atividades relaxantes, boas refeições e socializam. O importante é fugir da rotina.

– Afastem-se das tarefas do dia a dia (como limpar, cozinhar, cuidar da casa…) – se viajam com crianças, têm tarefas domésticas a administrar mesmo no passeio, dividam a responsabilidade das tarefas com outro adulto ou as férias serão um prolongamento dos dias de rotina. Por isso é tão importante aquelas Férias com tudo incluído (refeições, hotel, actividades…). Férias são férias!

– Guardem o melhor para o final – o cérebro humano regista com mais vivacidade o final de uma experiência, um filme, um livro, do que o começo. Reservem os melhores programas para as últimas noites, pois serão as memórias mais vivas na vossa mente.

–  Amenizem  o vosso regresso – voltem das férias com pelo menos dois dias de antecedência, para dar tempo da readaptação aos vosso ambiente e trabalho. Programem algo agradável para fazer depois do primeiro dia de trabalho para que o retorno não seja pesado. Um happy hour com os amigos, um jantar, algo agradável para tirar o foco do primeiro dia de trabalho.

– Contem as histórias das Férias – as lembranças ficam cada vez mais vivas sempre que contamos o que vivemos. Contem aos amigos os melhores e mais divertidos momentos, mostrem fotos, compartilhem. Quanto mais disserem “as minhas férias foram maravilhosas”, mais isso se torna real para o cérebro.

 

Boas Férias!