Com a mudança de ano chega também a vontade de olharmos de forma diferente e mais responsável para a nossa vida financeira.
É verdade! Este é o assunto que mais dores de cabeça dá e aquele que mais queremos resolvido com o início do ano novo… mas não é fácil!

Para vos ajudar, vou partilhar convosco o que estou a fazer…

Decidi analisar no meu Boonzi (aplicação que uso para controlo das minhas finanças) todas as despesas mensais que caíram na minha conta em 2015, e tentar baixá-las uma a uma para obter uma poupança mensal adicional.

Com este controlo relembro que já em 2015 tinha poupado mais de 5000€ – Podem ler o meu post clicando aqui

Este ano só em seguros e créditos, a minha previsão é poupar pelo menos mais 900€.

O que fiz, foi simplesmente olhar para todas as transacções registadas no Boonzi, que é um “fofinho” e me diz tudo o que preciso saber sobre o meu dinheiro, procurando quais as mensalidades e valores que saem todos os meses da minha conta. Depois fui tentar perceber, uma a uma, onde posso baixar e foquei-me nas despesas que normalmente não conseguimos reduzir, mas que pesam muito no nosso orçamento:

– Créditos -> o que fiz: contactei o Dr Finanças, especialista a renegociar e consolidar créditos. Foi uma ajuda preciosa! Eu consegui uma redução de 20% nas prestações dos meus créditos! Foi fantástico! Tenho conhecimento de famílias que baixaram até 40% nas suas prestações. Já tinha falado do Dr Finanças noutro post mas em relação ao meu crédito habitação – Podem ver aqui. 

– Seguros -> o que fiz: Fiz o que faço todos os anos… pedi à minha mediadora de seguros para verificar todos os seguros e dar-me novas opções igualmente vantajosas mas mais baratas. As seguradoras estão sempre a fazer promoções, e nada melhor que os nossos gestores de seguros para nos ajudar. Também tinha uns seguros activos que já não precisava e mandei cancelar… o de uma vespa e de um carro de colecção… não costumo andar neles por isso não fazia sentido continuar a pagar.

 

Outro gasto onde consegui poupar:

tv&net&telemóvel -> o que fiz: Como já tinha terminado o tempo de fidelização do contrato, optei por uma operadora mais vantajosa, consegui baixar a minha prestação mensal para mais de metade. Esta é uma boa altura para reverem os vossos tarifários móveis, e de tv, consegue-se sempre baixar qualquer coisa.

Subscrições -> o que fiz: Cancelei a subscrição de uma revista que na realidade não era assim tão importante e raramente lia. Vejam se por acaso têm subscrições activas, muitas das vezes nem nos lembramos que elas existem.

 

Existem muitas outras despesas que podem ser reduzidas através da mudança de alguns hábitos, como por exemplo:

electridade -> O que podem fazer… baixar a potência do quadro, trocar as lâmpadas para as económicas, usar os electrodomésticos nas horas mais económicas…

água -> Se tiverem autoclismos exteriores, coloquem lá dentro uma garrafa de 1.5L cheia de água, irão poupar 1,5l em cada descarga. Se pensarem quantas vezes vão à casa de banho vezes o numero de pessoas que vive em casa, vão ver que ao fim do ano é uma quantidade de litros significativa.

 

Tentem colocar um dinheiro de parte todos os meses, um fundo de emergência, para poderem pagar despesas extras que aparecem, como por exemplo um electrodoméstico avariado, um furo no pneu, uma ida às urgências … são essas despesas que muitas vezes descontrolam o orçamento familiar. Existem várias técnicas para colocar um dinheirinho de parte:

  • O Desafio das 52 semanas: Um ano tem 52 semanas e por cada semana poupamos o correspondente a essa semana em euros. Assim sendo, na 1ª semana poupamos 1 euro, na 2ª semana poupamos 2 euros, e assim consecutivamente até à 52ª semana em que, nessa semana, poupamos 52 euros. Tudo somado e, no final do ano, terão colocado de lado 1.378 euros. Por exemplo: 1€+2€+3€+4€= 10€ de poupança no primeiro mês. Podem ajustar o valor conforme tenham mais ou menos disponibilidade financeira.
  • Mealheiro: coloquem todos os dias as moedas que trazem no bolso ou na carteira no vosso mealheiro… pode ser uma boa surpresa ao fim do ano

 

Poupar não é fácil… da mesma forma que para fazer exercício físico é preciso muita motivação, para poupar é preciso também muita disciplina. A minha motivação é pensar que quero ter mais qualidade de vida, gastar o dinheiro que poupo onde realmente me trás felicidade e onde acho mais útil, como por exemplo: viajar, passear com a minha família, jantar fora, viagens… Com estes ajustes estes sonhos tornam-se cada vez mais possíveis!

Fazendo aqui um parêntesis….Se ainda não usam o Boonzi aconselho a usarem pois com esta aplicação conseguem facilmente saber onde gastam o vosso dinheiro… ao cêntimo!

Desejo-vos um fantástico ano financeiro!!